… desci para o livrar… O livro de Êxodo

O livro de Êxodo

… desci para o livrar … (Êxodo 3.8)

livro de Êxodo recebe o seu nome da palavra grega que significa “saída” ou “partida”; no caso a saída do povo escolhido de Deus da escravidão no Egito. Setenta pessoas foram recebidas de braços abertos no Egito ao tempo de José e se haviam multiplicado em mais de um milhão. Escravisados por faraós que não conheceram a José (1.8), os outrora previlegiados hebreus viam-se agora sob a severa opressão dos trabalhos forçados no Egito.

Êxodo é a história dramática da redenção de Israel da escravidão pelo poder sobrenatural de Deus e pelo sangue do cordeiro da Páscoa. Divinamente escolhido para ser o grande libertador e legislador, Moisés passou os primeiros quarenta anos de sua vida como um príncipe no Egito; exilado, pelos quarenta anos seguintes, no deserto; voltando, depois, para conduzir e instruir Israel durante os quarenta anos finais de sua vida.

A divisão histórica do livro (1-18) oferece detalhes da chamada de Moisés junto a sarça ardente, dos juízos das pragas contra o egípcios, da passagem milagrosa pelo mar vermelho e do acampamento de Isarael junto ao monte Sinai. A seguir, vem uma divisão legislativa (19-24) contendo os Dez Mandamentos e o começo da Dispensação da Lei (19.18), que terminou com a cruz (Romanos 10.4). Uma divisão cerimonial (25-40) conclui o livro com descrições do tabernáculo, leis quanto ao sacerdócio e uma maravilhosa cerimônia de dedicação.

Praticamente tudo que se relaciona ao culto no Tabernáculo tem uma aplicação espiritual ou típica em relação a Cristo, que veio e “tabernaculou” ou “habitou”, entre nós, como revela o livro de Hebreus (Hebreus 9.11).

Êxodo se impõe como um monumento aos mandamentos e promessas de Deus. Israel permanece como um monumento à obediência limitada do homem e à benção limitada de Deus. As oportunidades que Israel disperdiçou são incalculáveis.
Somente quando reconhecerem seu Messias prometido e o que Ele realizou em favor deles no Calvário, os israelitas receberão a plenitude de todas as promessas de Deus.

Se incluírmos esses tipos e outras profecias sobre Israel, o Egito e as pragas, 487 versículos, de um total de 1.213 no livro de Êxodo, são preditivos, ou seja, 40% do total. Entre esses,  contam-se 69 predições distintas .

Autor: Moisés – Data: 1440 a 1400 a.C. – Verdade Principal: A saída do Egito

Jean Costa

Cristão, moro em Macau/RN, tenho 45 anos, cinco lindos filhos, Missionário Virtual, viciado em leitura e apaixonado por internet.

Você pode gostar...

Gostou? Deixe seu comentário!

Você deseja Memorizar a Bíblia Sagrada? Então Clique no Botão ao lado Agora!Clique Aqui e COMECE AGORA!
%d blogueiros gostam disto: