Deus ouve a nossa oração.

“Clamei a Deus com a minha voz; a Deus levantei a minha voz, e Ele inclinou para mim os ouvidos (Salmos 77.1)”

Quando (um amigo) contou a Jesus sobre a doença (de Lázaro), disse: “Senhor, eis que está enfermo aquele que Tu amas.” Ele não baseia seu apelo no amor imperfeito de alguém em necessodade, mas no amor perfeito do Salvador. Ele não diz: “Eis que está enfermo aquele que ti ama’. Eis que está enfermo aquele que Tu amas.” O poder da oração, em outras palavras, não depende daquele que faz a oração, mas daquEle que ouve a oração.

Nós podemos, e devemos, repetir a frase de várias maneiras. “Eis que está cansado, triste, faminto, sozinho, temeroso, deprimido… aquele que tu amas”. As palavras da oração variam, mas a resposta nunca muda. O Salvador ouve a oração. Ele silencia o céu, para não perder sequer uma palavra. Ele ouve a oração.

Fonte: A GRANDE CASA DE DEUS – Max Lucado

 

Jean Costa

Cristão, moro em Macau/RN, tenho 45 anos, cinco lindos filhos, Missionário Virtual, viciado em leitura e apaixonado por internet.

Você pode gostar...

Gostou? Deixe seu comentário!

Você deseja Memorizar a Bíblia Sagrada? Então Clique no Botão ao lado Agora!Clique Aqui e COMECE AGORA!